Para o Dia Internacional da Cerveja, Booking.com apresenta os destinos mais recomendados pelos brasileiros para degustar uma gelada

Cerva, breja, gelada, litrão, cervejinha… Não importa o apelido recebido em cada região do país, a paixão nacional é mesmo a cerveja, perfeita para celebrar desde datas especiais a situações cotidianas, como um happy hour após o trabalho. Inspirada no Dia Internacional da Cerveja, que é celebrado na primeira sexta-feira de agosto, e considerando que 19%* dos viajantes brasileiros querem ter uma experiência gastronômica em 2021, a Booking.com selecionou oito das melhores cidades do mundo para quem gosta de cerveja, com base em recomendações de viajantes brasileiros na plataforma.

1 – Ribeirão Preto, São Paulo
Entre todas as cidades no planeta, Ribeirão Preto foi eleita a mais recomendada pelos brasileiros para degustar a bebida. O destino é considerado um dos polos gastronômicos e cervejeiros do país e ficou famoso justamente pelo chopp. É um lugar ideal para fazer um tour por suas várias cervejarias artesanais e conhecer as deliciosas produções locais.

Onde se hospedar: o Ibis Styles Ribeirao Preto Jardim Botanico permite uma imersão completa no mundo cervejeiro, já que o local é inteiro decorado com imagens e expressões relacionadas à cerveja, além de oferecer um bar aos hóspedes.

2- Petrópolis, Rio de Janeiro
Em meados do século XIX, em Petrópolis, foi fundada a primeira cervejaria do Brasil. Obrigatória para quem ama a bebida, a cidade oferece mais de 20 marcas locais, cervejarias abertas à visitação, com tours para quem se interessa em conhecer todo o processo de produção da cerveja, e uma agenda de eventos com atrações durante o ano todo, incluindo a tradicional Bauernfest.

Onde se hospedar: a Pousada Pataca De Prata – Pousada De Época fica bem localizada e próxima a pontos de interesse para os cervejeiros. Sua arquitetura e decoração de época conecta os hóspedes ao passado de Petrópolis.

3 – Blumenau, Santa Catarina
A cidade da Oktoberfest brasileira e do Festival Brasileiro da Cerveja também não poderia ficar de fora desta lista. Além de tudo, o destino recebeu, em 2017, o título de Capital Nacional da Cerveja, então vale a pena conhecer as novidades de suas microcervejarias e fazer um roteiro pela Rota do Vale da Cerveja, que também abrange cidades vizinhas.

Onde se hospedar: os visitantes do Villa do Vale Boutique Hotel podem degustar rótulos de cerveja regionais no bar e restaurante Botic. Além disso, o hotel disponibiliza suítes com sauna e banheira de hidromassagem.

4 – Campos do Jordão, São Paulo
Famoso destino de inverno paulista, em Campos do Jordão os turistas podem fazer passeios guiados em uma fábrica de cerveja. Na cidade, também está localizado o Parque da Cerveja. O local ao ar livre pertence à marca Cerveja Campos do Jordão e oferece experiências variadas aos visitantes, como um tour para conhecer o processo de produção, piquenique cervejeiro e harmonização de cerveja com charuto.

Onde se hospedar: assim como o Parque da Cerveja, o Hotel Boutique QUEBRA-NOZ possui um visual integrado à natureza. O local oferece café da manhã regional, piscina aquecida de borda infinita, adega e spa.

5 – Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Não é só de Copacabana e um clima de 40ºC que é feito o Rio de Janeiro! A cidade também é uma das queridinhas entre os brasileiros quando o assunto é cerveja. Seja para beber uma latinha gelada na orla, apreciando a vista, ou degustar uma cerveja artesanal mais encorpada, há opções para todos os gostos. Com centenas de marcas e bares especializados na bebida, a paixão nacional é muito bem servida na capital carioca.

Onde se hospedar: com belas vistas do Leblon, o JANEIRO Hotel oferece um simpático bar aos hóspedes, o Cedilha, com pratos brasileiros, petiscos e carta de drinques e vinhos. Um lugar perfeito para degustar uma gelada e apreciar as paisagens da cidade maravilhosa.

6 – Belo Horizonte, Minas Gerais
Belo Horizonte também não foi esquecida pelos amantes de uma boa cerveja, afinal o destino é conhecido como a “Capital Nacional dos Botecos”, dado que a proporção entre bares e número de habitantes é bem alta. Uma boa pedida para quem gosta da bebida é visitar o centro, uma das regiões mais boêmias da cidade. Além disso, Belo Horizonte também já foi contemplada internacionalmente em um concurso de cervejas, com a medalha de ouro da Wäls Brut em uma edição do World Beer Cup.

Onde se hospedar: o Ramada Encore by Wyndham Belo Horizonte Virginia Luxemburgo, além de possuir um bar e piscina ao ar livre, tem ótima localização para quem quer conhecer a vida noturna da cidade.

7 – Munique, Alemanha
A produção de cerveja está enraizada na cultura alemã, e Munique é uma cidade dinâmica repleta de bares tradicionais bávaros, como o famoso Hofbräuhaus, fundado em 1589. Nos últimos anos, várias cervejarias artesanais foram inauguradas, oferecendo certa concorrência às cervejarias tradicionais e refletindo as exigências de moradores locais, inclusive por cervejarias orgânicas.

Onde se hospedar: o Bavaria Boutique Hotel conta com um bar elegante e um pátio tranquilo ao ar livre, perfeito para relaxar enquanto degusta uma cerveja com um belo colarinho.

8 – Bruxelas, Bélgica
A história de produção de cerveja da Bélgica remonta ao século XII e engloba uma variedade de métodos exclusivos, como as cervejas trapistas (cervejas produzidas em mosteiros trapistas). Bruxelas é uma capital extremamente dedicada à bebida e famosa pela variedade de cervejas, especialmente as ales (ao contrário das lagers), com destaque para os sabores maltados e frutados. Para saborear as melhores cervejas de Bruxelas, é possível participar de um dos inúmeros passeios premiados e aprender mais em um tour de degustação.

Onde se hospedar: o Hotel Brouwerij Het Anker é imperdível para apaixonados por cerveja. O hotel fica localizado em uma cervejaria do século XV, a uma curta caminhada da charmosíssima Grote Markt, além de contar com uma brasserie autêntica e um terraço.

*Pesquisa encomendada pela Booking.com e conduzida entre uma amostra de adultos que viajaram a negócios ou a lazer nos últimos 12 meses, e que planejam viajar nos próximos 12 meses (se/assim que as restrições de viagem forem suspensas). Ao todo foram entrevistadas 47.728 pessoas em 28 países.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.