Festival de Inverno: Cellar oferece kits e rótulos com preços especiais para a estação

O início do inverno no hemisfério sul, em 21 de junho, será o mote para uma nova campanha da Cellar, importadora e curadora de vinhos. A empresa selecionou rótulos especialmente indicados para os dias mais frios do ano e reduziu o preço dessas garrafas em seu site oficial (https://bit.ly/cellar-vinhos).

Fazem parte da campanha os vinhos Château La Rose Du Pin Bordeaux 2015, Domaine L’Ameillaud Cairanne 2017, Domaine Taupenot-Merme Bourgogne Passetoutgrain 2019, Domaine Marc Kreydenweiss – Ansata Rouge 2015, Thibault Liger-Belair – Moulin À Vent “Les Rouchaux” 2017 e La Grave Figeac – Château La Grave Figeac St. Émilion Grand Cru 2017.

“Selecionamos vinhos realmente especiais, que podem proporcionar experiências grandiosas para diferentes perfis de consumidores. Sabemos que as pessoas consomem mais vinhos nos dias mais frios, e a proposta do Festival de Inverno Cellar é justamente mostrar que é possível fazer desse hábito um caminho para experiências incríveis”, diz Rodrigo Malizia, CEO da Cellar.

A campanha coincide com a relevância do período mais frio para o mercado de vinhos. Os brasileiros com mais de 18 anos consomem uma média anual de 2 litros da bebida, segundo pesquisa realizada pela Ideal BI Consulting em 2019, e a temporada outono/inverno responde pelo aumento de 50% nas vendas.

“Sabemos que o consumo da bebida ainda é muito baixo no Brasil. Nossa missão aqui na Cellar é mudar exatamente esse cenário. Acreditamos que por meio da educação, cada vez mais as pessoas se sentirão à vontade para degustar de um bom vinho. O Festival de Inverno é, inclusive, uma maneira de aproximar aqueles que se sentem distantes desse universo apaixonante. São vinhos excelentes e com preço justo”, complementa Malizia.

Existem muitos fatores que justificam o desempenho de vinhos no inverno, como a harmonização com pratos mais comuns em dias frios e até questões culturais. Além disso, o frio favorece bebidas com maior gradação alcoólica, como alguns tintos. Como dilata vasos sanguíneos, o álcool faz com que aumente a quantidade de sangue nas extremidades e cria a impressão de aquecimento do corpo.

Os vinhos que fazem parte do Festival de Inverno da Cellar são:

CHÂTEAU LA ROSE DU PIN BORDEAUX 2015
O Château cultiva mais de 50 hectares de Cabernet Sauvignon, Melot, Sauvignon Blanc e Sémillon. A colheita é realizada nas primeiras horas do dia para manter o frescor da fruta, que se reflete no estilo puro e fresco desse corte de Merlot e Cabernet Sauvignon. Ideal para acompanhar um massas, carnes ou pizzas.

DOMAINE L’AMEILLAUD CAIRANNE AOP 2017
O Domaine l’Ameillaud é uma propriedade familiar na Vila de Cairanne em Vaucluse, Sul do Rhône, que possui sua própria apelação de origem. Seus vinhedos ficam ao redor da propriedade, que serve também de hospedaria. São cerca de 50 hectares de vinhedos com as variedades típicas da região, separadas por características de exposição e solo. Esse vinho é um blend de 60% Grenache, 20% Syrah 18% Carignan e 2% Mourvèdre. Produzido de vinhedos com mais de 45 anos com face sul/sudoeste. Linda expressão do Rhône com ótima estrutura, mas macio e elegante. Combina com um carnes e vegetais grelhados.

DOMAINE TAUPENOT- MERME BOURGOGNE PASSETOUTGRAIN 2019
O vinhedo é orgânico e o Domaine interfere o mínimo possível na adega para garantir que a qualidade excepcional da fruta seja refletida nos vinhos. Virginie Taupenot e seu irmão preferem que a natureza e o terroir se expressem nos vinhos acima de tudo. O Bourgogne Passetoutgrain é um corte de Pinot e Gamay, como manda a apelação pouco conhecida fora da Borgonha. As uvas são de um lieu-dit em Morey St. Denis chamado Croix Jeanniard. O vinho apresenta uma fruta vermelha bem fresca e viva, terrosidade leve e toque floral. Um vinho alegre, fácil de beber, de qualidade excepcional e que acompanha muito bem preparações com cogumelos.

DOMAINE MARC KREYDENWEISS – ANSATA ROUGE “VIN DE PAYS DU GARD” 2015
Originalmente da Alsácia, a família Kreydenweiis possui mais de três séculos de tradição na produção de vinhos e está dentre os pioneiros da agricultura biodinâmica na região. Em 1999, Marc levou sua filosofia para Costières de Nîmes, no sul do Vale do Rhône, e lá produz vinhos de muito alta qualidade. Ansata é um vinho tinto feito 100% com Syrah— equilibrado e gastronômico, tem muita fruta escura, azeitona, pimenta branca, e mineralidade. Para os Egípcios antigos, a cruz de Ansata representava a vida, amor e fertilidade. Combina com carnes e hambúrgueres.

THIBAULT LIGER-BELAIR – MOULIN À VENT “LES ROUCHAUX” 2017
Les Rouchaux é uma parcela com solos profundos e pouco estresse hídrico, o que produz vinhos mais macios e menos austeros que as outras cuvees de Moulin-à-Vent, um dos Crus mais desejados de Beaujolais por ser reconhecido por produzir os vinhos com maior potencial de envelhecimento da região. Delicioso e muito gastronômico, é um vinho que tem densidade de sabor no paladar e ao mesmo tempo muita leveza e frescor.

LA GRAVE FIGEAC – CHÂTEAU LA GRAVE FIGEAC ST. EMILION GRAND CRU 2017
O Château La Grave Figeac tem localização privilegiada no plateau de Figeac, no Noroeste de St-Émilion e na divisa com Pomerol, totalmente cercado por alguns dos grandes nomes da região como o Château Cheval Blanc e o Château Figeac. Os solos da propriedade são especiais, com alto teor de ferro, argila, cascalho e sílica com ótima drenagem. Esses solos são perfeitos para o desenvolvimento da Cabernet Franc – que corresponde a 35% das plantações, incluindo uma parcela com mais de 100 anos de idade. Seus rendimentos são muito abaixo da média da região e as uvas são colhidas num ponto de maturação ideal, mantendo a acidez e baixos níveis de álcool. A filosofia na vinícola é de cuidado e tratamento gentil com as uvas, incluindo um amadurecimento parcial em tanques de cimento para aportar mais elegância e vibração aos vinhos. Esta é a cuvée clássica do Château, um corte de 65% Merlot e 35% Cabernet Franc, com cerca de 15 meses de estágio em barricas. Um vinho que reflete a elegância da safra 2017 mantendo a sutileza e o frescor, ideal para acompanhar massas e carnes.

Sobre a Cellar:
Fundada em 1995 pelo mítico importador Amauri de Faria, que construiu ao longo dos anos um dos melhores portfólios de vinho do Brasil, a Cellar hoje conta com um novo time de sócios: executivos da XP Investimentos e Rodrigo Malizia, que continuam trabalhando para construir uma cuidadosa curadoria. Seus vinhos são escolhidos a dedo e existe uma relação próxima e de muita confiança com cada um de seus produtores. O que confere a Cellar o privilégio de ter em seu portfólio nomes exclusivos. Na empresa, o vinho não faz parte da vida dos sócios, ele É a vida deles. O propósito da Cellar é levar a paixão e emoção para cada vez mais pessoas. Sua missão é transformar o mercado de vinhos no Brasil, atuando na educação de seus clientes e ajudando as pessoas a beberem melhor gastando certo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.