Criador da sigla PANC – Plantas Alimentícias Não Convencionais estará em Curitiba nesta sexta-feira (09)

O Centro Europeu – por meio do seu curso de especialização em Cuisine Santé e em parceria com o Festival Curitiba Santé – trazem de Manaus, o criador da sigla PANC – Plantas Alimentícias Não Convencionais, Valdely Ferreira Kinupp.

Valdely é biólogo e criou em 2008 o termo PANC que se popularizou nos últimos anos entre pessoas que buscam uma alimentação sustentável e vegetariana, uma vez que muitas dessas plantinhas são ricas em proteínas, além de demais nutrientes. Ele também é autor do livro “Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC) no Brasil” e que funciona como uma “bíblia” do assunto.

Em Curitiba

O biólogo estará em Curitiba para participar de uma aula com os alunos do curso de Cuisine Santé e gravar sua participação no Festival Sustentável Curitiba Santé – na sede de gastronomia do Centro Europeu – e trará na bagagem muitas plantas exóticas para ensinar sobre seu cultivo e preparo na gastronomia. Para esta ocasião será criada uma receita de releitura de um prato bem brasileiro, criado pelo chef Reinhard Pfeiffer.
Valdely é um dos convidados do Festival Sustentável Curitiba Santé e que este ano está diferente: será lançado dia 20 de outubro através do site curitibasante.com.br junto com uma eco-store de marcas locais e sustentáveis.
De acordo com o diretor acadêmico do Centro Europeu, Rogério Gobbi, as PANC em outras palavras, “são plantas com alto poder nutritivo que normalmente estão ao nosso alcance e que via de regra não são consumidas por falta de informação e de conhecimento das pessoas, sendo muitas vezes consideradas ervas daninhas. Segundo ele, a vinda do Valdely a sede de gastronomia demonstra, mais uma vez, que a escola prioriza a inovação e o fortalecimento do conceito da gastronomia saudável e sustentável em seus cursos de formação.

As PANCs

As Plantas Alimentícias Não Convencionais estão em quase todo lugar, seja na pracinha, na horta, no jardim ou até mesmo nos canteiros da rua. Aos olhos despercebidos, elas são apenas mato. Outros já as veem como objetos de decoração, como flores e plantas ornamentais.
Mas, na verdade, elas têm um enorme potencial de alimentar pessoas e são fontes preciosas de vitaminas, potássio, ferro, proteína, entre outros nutrientes. Para ter uma ideia: existe no Brasil pelo menos 3 mil espécies de plantas alimentícias já reconhecidas e catalogadas.

Serviço : Gravação com o biólogo criador das Plantas Alimentícias Não Convencionais

Data: 09/10
Horário: das 08h às 9h para entrevistas
Local : sede gastronomia Centro Europeu
Endereço: Alameda Princesa Izabel, 1300 – Bigorrilho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.