Filone, padaria artesanal que recebe pedidos por aplicativo chega a Niterói

Aliando qualidade e praticidade, a empresa faz entregas em várias regiões do município

Idealizada pelo suíço radicado no Brasil Felix Opitz – quarta geração de uma família de padeiros – junto com seu sócio Nilson Diniz a Filone acaba de desembarcar em Niterói. A padaria totalmente virtual trabalha exclusivamente com pedidos feitos pelo seu aplicativo. O niteroiense se junta aos paulistanos e cariocas e agora já pode baixar o app – disponível na Apple Store e na Google Play – onde tem acesso ao menu completo e escolher o dia que deseja receber seus pães no conforto de sua casa. O cardápio inclui opções mais conhecidas – como os Brioches, as Baguettes, os Pães de Campanha e as Focaccias – e outras nem tão familiares para o consumidor brasileiro, como o Landbrot, o Pão de Espelta com Quinoa Germinada, Centeio com três grãos e a Tourte de Meule com Nozes. As características de cada pão estão descritas no aplicativo com dicas do padeiro para consumi-lo como se estivesse saindo de uma das fornadas. “Além dos insumos da melhor qualidade e do preparo cuidadoso, a Filone tem o tempo como um de seus ingredientes fundamentais em sua fórmula. Ele é respeitado na fermentação de cada fornada, que é feita com toda a calma necessária, e racionalizado ao máximo para dar praticidade e agilidade aos pedidos e entregas”, explica Felix.

O Filone, o pão que dá nome ao negócio, tem origem italiana e é elaborado com sêmola de grão duro, um trigo mais nutritivo e rico em componentes antioxidantes. A textura de seu miolo é macia e sua casca é dourada e crocante. Companheiro perfeito de queijos e vinhos e a pedida perfeita para fazer bruschettas.

Em funcionamento no Rio de Janeiro desde o segundo semestre de 2019 e em São Paulo desde abril deste ano, a Filone nasceu por iniciativa dos amigos e agora sócios Felix Opitz e Nilson Diniz que se conheceram em 2017 quando Diniz atuava como consultor em panificação de Opitz. “Nossos pães são especiais porque todos eles são elaborados com farinhas importadas da França e porque somos muito criteriosos e rigorosos nas técnicas de mistura de maturação e de forno”, opina Nilson que ao lado de Felix é responsável por manter o padrão de qualidade e desenvolver novos pães para as três cidades atendidas pela marca.

Com preços entre R$ 12 e R$ 38, no Rio de Janeiro, além da Zona Sul, parte da Barra e Zona Norte, os pães agora são entregues em Niterói (Centro, Charitas, Gragoatá, Icaraí, Ingá, Santa Rosa, São Domingos e São Francisco) e Região Oceânica (Camboinhas, Itacoatiara, Itaipú, Jardim Imbuí e Piratininga). As taxas de entrega variam de R$ 12 a R$ 35.

“É muito bom ver que os pães artesanais estão vivenciando um boom no Brasil. Alegro-me ver que as pessoas estão reconhecendo e dando valor às nossas criações, que são 100% naturais, feitas à mão e com as melhores farinhas certificadas, sem aditivos ou conservantes. Nosso preparo combina fermentação natural, massas altamente hidratadas e longas horas de maturação. Com isso, nossos pães ficam muito mais saudáveis e saborosos, com um miolo macio e úmido e uma casca crocante”, observa Felix.

“Nesse momento de dificuldade, nossos pães são alimentos para o corpo e para a alma. E fico feliz por termos encontrado um modelo de negócio que está deixando mais gostosa e facilitando a vida de muita gente. Há crises que nos tiram da crise”, finaliza Nilson.

Sobre as entregas

Rio de Janeiro – Niterói: de segunda à sexta, das 13h às 18h (para pedidos feitos até as 11h. Após este horário a entrega será feita no dia seguinte. Sábados e feriados, das 12h às 18h (pedidos feitos até às 9h serão entregues no mesmo dia).

Rio de Janeiro – Região Oceânica: de quinta e sexta, das 13h às 18h (para pedidos feitos até as 11h. Após este horário a entrega será feita no dia seguinte. Sábados e feriados, das 12h às 18h (pedidos feitos até às 9h serão entregues no mesmo dia).

Sobre Felix Opitz

Nascido em Zurique, Opitz é bisneto de padeiros que no início do século XX administravam uma padaria no interior da Alemanha Oriental, numa cidadezinha entre Dresden e Leipzig. Hoje com 58 anos, o suíço desembarcou no Rio de Janeiro em 1997 e, desde então, construiu uma bonita trajetória como restaurateur e empresário. Durante duas décadas, ele comandou os trabalhos no Felice Caffè, um badalado ponto de encontro no Arpoador que foi um dos primeiros locais da cidade e a servir gelatos italianos. O menu tinha pratos de inspiração mediterrânea, mas com toques asiáticos. Ele foi sócio também do Via 7, na Garcia D’Avila, casa especializada em grelhados e saladas. Paralelamente a esses restaurantes, Felix tocava uma fábrica de sorvetes e pães em São Cristóvão, seguindo a tradição de seus antepassados europeus. Foi por conta desse background eclético, foi ele quem definiu quais os pães artesanais que iriam compor o portfólio da Filone, que tem referências alemãs, italianas e francesas.

Sobre Nilson Diniz

Joze Nilson Diniz nasceu há 46 na cidadezinha de Kaloré, no interior do Paraná e, desde os sete anos de idade, trabalhava na roça para ajudar sua família. Lembra-se até hoje da primeira vez que provou um pão francês, aos 12 anos. Aos 19, mudou-se para São Paulo e trabalhou como costureiro, entregador de jornal e metalúrgico até descobrir a panificação. Para aprimorar seus conhecimentos, estudou confeitaria e ganhou vários concursos de bolos. Depois fez um curso no Atelier do Boulanger e se tornou consultor da conceituada France Panificação. Foi nesse trabalho que ele conheceu Felix Opitz, com quem se associou para criar a Filone.

FILONE:

Para baixar o aplicativo, acesse o site www.filone.com.br ou baixe diretamente pelas lojas:

App Store: https://apps.apple.com/br/app/filone/id1446213271

Google Play: https://play.google.com/store/apps/details?id=br.com.filone.app&hl=en

Instagram: @filonepadaria
Facebook: @filonepadaria
WhatsApp: RJ (21) 99138-3903
Atendimento de segunda a sexta, das 10h às 18h; sábados, das 10h às 12h
E-mail: atendimento.rj@filone.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.