Bruno Gomes, a nova mente por trás da Tastemade.

Ola, sejam todos bem-vindos.

Hoje temos uma entrevista com um convidado especial, o porta-voz e Head de Vendas e Parceria de Marcas da Tastemade no Brasil e na América Latina, Bruno Gomes.

Bruno é um velho conhecido da internet por seus trabalhos com grandes nomes, realizados com brilhantismo. E trouxemos 8 perguntas que fizemos a ele durante nossa conversa.

Tendo feito parte de grandes empresas, ainda dá um friozinho na barriga antes de uma nova aventura?

Para mim todo início de um novo trabalho ou projeto vem com o frio na barriga e isso é muito motivador. É claro que a experiência faz com que você lide melhor com as situações e consiga enxergar oportunidades que podem ajudar muito em novas aventuras.

Como foi a oportunidade de trabalhar no Porta dos Fundos?

Trabalhar no Porta dos Fundos foi realmente único. Fazer parte de uma empresa que influenciou a mudança do humor do Brasil foi enriquecedor. Mas também foi um desafio, pois apesar do alto engajamento com a audiência, no mercado publicitário não éramos mais tão relevantes. Porém, em 2019, depois de um ano de trabalho duro com todo o time, conseguimos fazer o maior faturamento da história do Portas Fundos e duplicar o faturamento da área de brand solutions, que eu liderava.

Como sua experiência lá (no Porta dos Fundos), contribuiu para sua chegada no Tastemade?

Acredito que quando você alcança resultados significativos como conseguimos no Porta dos Fundos acaba chamando a atenção. No final de 2020, começo de 2021, algumas empresas me procuraram para conversar sobre possibilidade de trabalho. Para ser sincero, eu não estava com a intenção de sair de lá, mas depois de conhecer um pouco mais sobre a cultura da Tastemade, a oportunidade de trabalhar aqui me pareceu a melhor opção.

Você se aventura na cozinha?

Sou fascinado pela gastronomia, já fiz muitos cursos sobre o tema, incluindo de defumação, produção de embutidos entre outros. Para você ter uma ideia, tenho até um mini defumador e um sous vide na minha casa. Minha próxima aquisição será uma geladeira para fazer Dry Age.

Já fez ou experimentou alguma receita recomendada pelo Tastemade? Qual?

Claro algumas, mas a última foi uma feijoada.

O que esperar das novas produções da Tastemade?

No momento o nosso objetivo é fortalecer a vertical Food e desenvolver as verticais Home & Travel, com conteúdo de casa de viagens, assuntos que também interessam a nossa audiência. Nosso objetivo é fazer da Tastemade uma plataforma referência não só em culinária, mas também em entretenimento. Nesse mês de julho lançamos duas séries novas: “Histórias com vida” e “O que tem para hoje?”.

A primeira é apresentada pela influencer Ana Paula Xongani que, junto com a sua filha, comandam uma emissão sobre culinária, cultura e literatura. A mãe e filha preparam receitas e falam sobre ancestralidade, inclusão, empoderamento e educação, usando como base obras literárias contemporâneas infantis.

Já “O que tem para hoje?” conta com a participação da equipe Tastemade. Essas pessoas não são chefs profissionais, elas apenas estão lá para compartilhar receitas fáceis e práticas para fazer no dia-a-dia e sair da mesmice. A cada dois episódios, temos um apresentador diferente. E o cardápio é bem diverso. Tem desde pão de alho, pizza, macarrão a salada, mousse, feijoada, e hambúrguer vegetariano.

Como é trabalhar em um canal do Youtube, sem necessariamente aparecer nos vídeos?

Na verdade, não aparecer nos vídeos para mim é o normal. Eu gosto muito de trabalhar com conteúdo audiovisual, mas não tenho a intenção de estar na frente das câmeras.

O que você vê num futuro próximo para a Tastemade?

Estamos trabalhando em vários projetos que vão além da produção de conteúdo, mas ainda não podemos divulgar isso ainda. Acredito que esse tipo de projeto e a consolidação do nosso canal nas CTVs são nossa prioridade no momento.

Por: Pedro Cavalcanti De Lorenzi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.