Especialista alerta para consumo de vinhos de origem duvidosa

Com o intuito de conscientizar o público sobre o contrabando da bebida, Grand Cru Campinas propõe um olhar cada vez mais exigente para o mercado

De acordo com um estudo da Euromonitor, apresentado em 2020, 14,6% do volume do mercado geral de bebidas alcóolicas no Brasil é ilegal, o que acarreta uma perda de arrecadação de R$ 10,2 bilhões no setor. O comércio dos vinhos não está blindado das incertezas quanto a sua origem, e prova disso são as constantes operações das autoridades para combater atividades ilícitas que prejudicam o trabalho de empresas sérias no ramo e o emprego de milhares de profissionais.

Para conscientizar a população sobre o problema, a Grand Cru Campinas propõe um olhar cada vez mais exigente para esse mercado e ressalta a importância de um comprometimento maior na educação e na orientação do consumidor final. De acordo com André Dian, especialista em vinhos e sócio proprietário das unidades da marca no Cambuí e no Parque D. Pedro Shopping, é fundamental que público entenda a diferença de um vinho importado de maneira correta e que passou por todos os trâmites legais.

Muito comum hoje em dia entre os contrabandistas, a prática de atravessar as fronteiras com caminhonetes e depois vender os vinhos de maneira ilícita, por valores abaixo do valor de mercado, por não pagar impostos, prejudica a economia do País e acaba com o emprego de milhares de pessoas. É valido destacar que, hoje, 65% do custo do produto é referente aos impostos cobrados pelo governo.

“Os clientes precisam saber de onde vem o vinho que ele está comprando. Um produto de origem duvidosa pode estar alterado, tanto em relação ao processo de produção, que pode não ser confiável, quanto às más condições de transporte e de armazenagem”, explica Dian.

A campanha online da Grand Cru tem como principal objetivo chamar atenção do consumidor e informa-lo sobre a importância de conhecer a origem da bebida. O especialista destaca dois fatores que devem ser analisados antes da compra:

  • Conhecer a empresa

Ao comprar vinhos de importadoras qualificadas, fica evidente que a empresa pagou todos os impostos e o cliente garante a qualidade do produto que consome.

  • Ficar atento ao contra-rótulo

Se ele for de outro país, deve ter impresso informações na linguagem local, dados do importador e número do mapa de importação. Segundo Dian, se não tiver o número do mapa, o produto não foi importado.

Sobre a Grand Cru Campinas

Reconhecida pelo portfólio ímpar, a Grand Cru Campinas oferece praticidade com o serviço de delivery e possibilita que os clientes recebam em casa os mais de 800 rótulos disponíveis. As entregas são realizadas de segunda a sexta, das 9h30 às 17h, em toda a região. Para quem preferir, os pedidos podem ser retirados na loja até as 18h. Entre os diferenciais da maior rede de lojas de importação de vinhos no País está a atenção especial à seleção da bebida: todas passam pelo aval de uma exigente equipe de Sommeliers, formada por alguns dos principais profissionais do Brasil.

A unidade no Cambuí conta com um Empório repleto de itens variados e exclusivos em Campinas. Nuts, snacks, queijos artesanais, frutos do mar, geleias, azeites, massas, queijos, jamóns, temperos e pães congelados estão entre as opções.

O delivery é cortesia para compras acima de R$ 150,00.

Serviço Grand Cru Campinas

Cambuí
Endereço: Rua Dr. Sampaio Ferraz, 336 – Campinas – SP
Telefone: (19) 3252-4311
Delivery: (19) 99594-0094 (WhatsApp)
Instagram: @grandcrucampinas

Parque D. Pedro Shopping
Endereço: Av. Guilherme Campos, 500 – Jd. Santa Genebra- Campinas – SP
Telefone: (19) 3397-9747
Instagram: @grandcrudompedro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.