Com anos de atuação no mercado, marcas investem no comércio online por conta da pandemia

Só em agosto desse ano, o comércio eletrônico brasileiro faturou R$41,92 bilhões, de acordo com uma pesquisa feita pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) em parceria com o Movimento Compre&Confie

A pandemia fez com que os brasileiros investissem ainda mais no comércio eletrônico. Segundo uma pesquisa feita pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), em parceria com o Movimento Compre&Confie, o comércio eletrônico brasileiro faturou R$41,92 bilhões em agosto. O número é resultado do faturamento somado desde janeiro de 2020. Se comparado com os oito primeiros meses de 2019, o crescimento do mercado de vendas online no brasil nesse período foi de 56,8%.

Seja pela comodidade ou por precaução, muitos decidiram trocar os passeios em shoppings, e até mesmo as visitas aos supermercados, por comprar sem sair de casa. Isso fez com que marcas consagradas no mercado tivessem que se adaptar ao novo momento e criassem suas próprias lojas online.

Descrição: Descrição: Descrição: https://files.pressmanager.net/clientes/e4d544025aa55416c83061a5b776b7b1/imagens/2020/10/14/4219605e943d5562a7bc11f547fb1404_medium.jpg”Apesar das restrições de horários das lojas e bares terem sido relaxadas, o movimento ainda não normalizou, então não tivemos escolha senão investir em uma loja virtual com os nossos produtos”, ressalta Evandro Weber, diretor da Destilaria H. Weber. No mercado desde 1948, a marca é conhecida por conta de suas cachaças e produções estritamente artesanais.

Apesar de ser uma empresa bastante conhecida no universo das bebidas, e que atua no mercado nacional e internacional, a H. Weber teve que aprender como funciona o comércio eletrônico e se adaptar ao novo momento. “É um universo novo, então tivemos que entender cada função, como funciona esse mercado e até mesmo estratégias para conseguir vender mais”, explica Weber.

A marca também aproveitou o espaço para incluir novas opções de produtos em seu portfólio como cartão presente, e até mesmo vender bebidas não alcoólicas como suco de uva. Para facilitar o contato com os clientes, a H. Weber também criou um número exclusivamente para sanar dúvidas e passar mais informações sobre os produtos vendidos na loja.

“Definitivamente, o comércio online se tornou uma tendência para empresas de qualquer porte, então as marcas terão que se adaptar e pensar em novas maneiras de impactar os clientes, seja através de promoções, no momento de apresentar o produto e até mesmo no valor do frete e o prazo de entrega”, finaliza Weber.

Sobre a H. Weber

A história da família Weber no Brasil tem início em 1824, quando saíram da cidade alemã de Hunsrück para morar no Lote 48 das encostas da Serra Gaúcha, hoje chamada Ivoti. Ao adquirir as terras, a família iniciou o plantio de batata inglesa. Foi só em 1848, com o plantio de cana-de-açúcar, que começaram a elaborar cachaças para consumo. O destilador foi construído após um século e era formado apenas por um galpão com um engenho de tração animal. Atualmente, a Weber Haus já coleciona mais de 100 premiações e certificados importantes para a agroindústria.

Saiba mais em www.weberhaus.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.