Chef Luiz Pinho

Olá, bem vindos.

Estou aqui hoje com o chef Luso Brasileiro Luiz Pinho que morou em Portugal por 16 anos e vive sua vida pelo amor a gastronomia e por sua família.

Com extrema elegância usa a seu favor, os conhecimentos adquiridos aqui e na Europa, para criar receitas únicas e muito bem elaboradas.

Fui recebido no seu quiosque em um condomínio na Barra da Tijuca, ambiente bem família, alegre e com respeito por todas as normas de segurança e bem estar social.

O que é a gastronomia pra você?

 Uma realização. É estudo, dedicação e sonho. Comecei na gastronomia em um dia que não estava bem. Havia sofrido um ataque de pânico em casa e só consegui me acalmar e melhorar ao ligar a televisão e assistir programas gastronômicos.

Conte para nós o que despertou essa paixão pela gastronomia e como você equilibra os deveres profissionais com as responsabilidades domiciliares.

 A gastronomia veio como uma luz, com ela consegui superar problemas pessoais e consegui um caminho pleno para minha vida e por isso ascendeu uma paixão que virou amor. A Ana Cristina, minha esposa, tornou-se meu porto seguro e a chave para esse equilíbrio. E meus filhos foram as principais “cobaias” dos meus experimentos e graças a Deus ainda estão conosco. Disse Luiz enquanto caímos na gargalhada.

Quais as dificuldades sendo chef na europa, mais especificamente em Portugal, quando comparado ao Brasil e vice-versa?

 Não há muitas dificuldades relacionando os dois países, porque as receitas são culturais e as diferenças presentes estão nos ingredientes. A maior diferença está na forma que os órgãos reguladores trabalham, em Portugal eles procuram te instruir antes de te multar. Aqui no Brasil eles chegam multando. Enquanto os ingredientes e o custo de começar um negócio em Portugal são menos acessíveis quando comparados ao Brasil. Aqui nós temos uma grande variedade de produtos, devido ao tamanho do país você tem uma oferta muito maior de matéria prima.

Esse ano sofremos com a chegada do novo Corona Vírus, como você se adaptou a pandemia ?

 Dentro da cozinha já temos muitas responsabilidades com higiene, então a pandemia fez somente aumentar o cuidado. E seguimos as normas de vigilância passadas pelos órgãos governamentais, como máscaras, álcool em gel, lavar bastantes as mãos, agua sanitária para higienizar os calçados…

Qual o seu prato favorito para comer e qual o favorito para fazer?

 Então, eu não tenho um prato específico que eu gosto mais de fazer do que outros, para mim o mais satisfatório é ver a reação do cliente ao prato. Bem como no filme Ratatouille onde o crítico mais temido come um prato relativamente simples e busca em sua memória o prazer que ele sentia na sua infância. Enquanto o prato preferido é sem nenhuma dúvidas composto por arroz, ovo mexido e carne moída. Um verdadeiro mexidão.

Qual parte da culinária mais te agrada e por que?

 O “design” do prato, sua montagem. Porque a primeira vez que você degusta o alimento é com os olhos. Você come com os olhos, sente com o nariz e a boca mescla.

Uma das maiores vantagens de ser chef é a liberdade de criação. Qual você considera como o seu grande segredo na cozinha e qual o prato mais gratificante que você já fez?

 No dia em que eu estive em pânico, o prato que eu vi na televisão foi um Bife Wellington. E pensei “eu consigo fazer isso”. Então fui ao mercado, comprei os ingredientes, chamei meus familiares e resolvi faze-lo. Havia convidados eles para um almoço mas acabou sendo uma janta, porque levei 5 horas para prepara-lo e mesmo assim ficou péssimo. Acabamos até pedindo uma pizza! Disse Luiz, caindo no riso.

E hoje eu faço perfeitamente em 40 minutos. O segredo é sempre o amor, usar todo o seu carinho no prato.

Qual o próximo desafio na sua vida e como você pretende enfrentá-lo?

O projeto do quiosque era apenas temporário, mas com o tempo tomou uma dimensão maior. Hoje, a nossa idéia é levar uma boa comida pra dentro dos condomínios, sem que nossos clientes precisem sair de casa se botando em risco em plena pandemia. Além disso temos um projeto chamado “chef em casa” na qual vou a residência das pessoas, para preparar um menu junto com elas e as refeições, trazendo a experiência de um jantar que pode ser romântico ou para falar de negócios, para dentro da sua residência. Com todo rigor e qualidade de um restaurante, com cozinheiro e garçom.

Por fim, qual mensagem você gostaria de deixar pro seu eu daqui a 10 anos e qual você deixaria para seus filhos?

R. Nunca é tarde pra começar, hoje eu tenho 50 anos, comecei com 46. Sigam sempre seus sonhos. E para meus filhos “ larguem dos ‘fast foods’”!

Contatos do Chef:

  • @Luiz_Pinho_
  • (21) 98293-0056
  • facebook.com/luiz.pinho.50

Por : Pedro Cavalcanti De Lorenzi

18 thoughts on “Chef Luiz Pinho

  • 18 de outubro de 2020 em 21:52
    Permalink

    Que surpresa te ver aqui Luiz, tive a honra de ver seu projeto nascendo bem aqui na minha casa, para mim foi uma honra comer da sua comida, continue, sempre é hora de começar, não pare.
    Assim que acabar essa pandêmia quero outro chefe em casa.

    Resposta
  • 11 de outubro de 2020 em 16:02
    Permalink

    Fui visitar uma amiga e ela me levou para almoçar a comida da condomínio dela, por acaso até foi o Luiz que me atendeu, e entre o cardápio que ele nos ofereceu, eu pedi se ele poderia me fazer um espaguete com camarão. nunca esperaria uma cantina de condomínio servir um prato como aquele. Muito bom, parabéns Luiz, merecidamente.

    Resposta
    • 11 de outubro de 2020 em 16:06
      Permalink

      Conheço a dedicação do casal em fazer uma comida boa, sem “frescura”, comida temperada, justa, farta, sei o quanto Luiz se dedicar em fazer o melhor.
      Parabéns Luiz, parabéns Ana, vocês dois sabem fazer o momento acontecer

      Resposta
  • 8 de outubro de 2020 em 23:54
    Permalink

    O Chef Luiz Pinho é um exemplo de que com dedicação e amor pelo que se faz, o sucesso é uma questão de tempo! Parabéns, meu amigo!

    Resposta
    • 9 de outubro de 2020 em 17:00
      Permalink

      Os pratos do Chef Luís, apresentam uma incrível harmonia entre os sabores, valorizando cada ingrediente, tornando cada prato uma deliciosa experiência gastronômica.

      Resposta
  • 8 de outubro de 2020 em 23:43
    Permalink

    Pai você faz o melhor frango a milanesa do mundo!!! Te amo, parabéns pela sua conquista.

    Resposta
    • 9 de outubro de 2020 em 20:20
      Permalink

      PARABÉNS GRANDE CHEFE DAS COMIDAS MARAVILHOSAS E ESPETACULARES
      VOCE É MAIS QUE MERECEDOR PELA SUA DEDICAÇÃO E ENTREGA NA ARTE DE COZINHAR
      DEUS TE ILUMINE SEMPRE É CADA VEZ MAIS.

      Resposta
  • 8 de outubro de 2020 em 23:40
    Permalink

    Ainda me lembro do primeiro prato que você fez!! Agora com muito orgulho vejo seu sonho se tornando realidade. Te amo.

    Resposta
  • 8 de outubro de 2020 em 23:32
    Permalink

    Já tive oportunidade de experimentar as delícias preparadas pelo chef Luiz Pinho quando esteve aqui em Belém. Não vejo a hora de poder degustar novamente àquele Bacalhau à Brás.
    Parabéns pela reportagem

    Resposta
  • 8 de outubro de 2020 em 22:57
    Permalink

    Eu recomendo e recomendo e recomendo…Luiz é dedicado, focado em rudo o que faz e faz tudo com muito amor…seus pratos primam pelo paladar e fisgam a gente no primeiro olhar… da água na boca… que orgulho de você Luiz…sou sua fã.

    Resposta
    • 9 de outubro de 2020 em 20:15
      Permalink

      Grande Chef! A comida é maravilhosa e muito bem feita. Eu recomendo.

      Resposta
  • 8 de outubro de 2020 em 22:04
    Permalink

    Luiz sou fã de seus pratos ,realmente admiramos com os olhos e na minha próxima viagem ao Rio irei fazer uma visita no seu Cristo.seja muito feliz

    Resposta
  • 8 de outubro de 2020 em 21:21
    Permalink

    Excelente matéria com o Chef Luiz Pinho, já tive a oportunidade de degustar o excelente trabalho dele, um verdadeiro alquimista dos sabores!!!!!!

    Resposta
  • 8 de outubro de 2020 em 17:46
    Permalink

    Excelente chef, saudade de comer sua tilápia ao molho de camarão!!!

    Resposta
  • 8 de outubro de 2020 em 17:39
    Permalink

    Tive o prazer de encontrar bons amigos no quiosque , dia inesquecível com cerveja gelada, bom papo e claro, os pratos preparados com todo carinho chegando na mesa com o sotaque português e a alegria do Luiz.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.