Bordeaux en Portugais


Saint-Émilion, à margem direita do rio Dordogne, apresentou em setembro ao mundo do vinho a nova e seletíssima lista de Premiers Grand Crus Classés, renovada a aproximadamente cada dez anos. São dois novos Classés A, os Châteaux Angélus e Pavie, que se juntam aos outros dois que já tinham a classificação máxima, Château Ausone e Château Cheval Blanc. Quem está ansioso para testar in loco as melhores safras dos châteaux “promovidos” já pode contar com ajuda em bom português. Patrick Marchal, conselheiro de vinho da cidade, dá aulas na nossa língua com uma admirável fluência adquirida nos anos em que morou em Brasília, onde tinha o restaurante Le Menestrel, no início da década de 80.

O conhecimento do nosso idioma tem sido bastante útil: “Os brasileiros têm vindo com mais freqüência”, diz Marchal, que além de dar aulas na École du Vin, também gerencia uma loja de vinhos, a Vignobles & Châteaux (www.vignobleschateaux.fr), situada a poucos passos da estrelada Hostelerie de Plaisance, logo na entrada da cidade. Saint-Émilion fica a cerca de 40 km de Bordeaux, que, por sua vez, está a 3 horas de TGV de Paris.

As aulas dadas por Patrick Marchal são feitas também sob medida para as necessidades do cliente e podem ser administradas para grupos ou simplesmente para uma pessoa ou casal. Além de falar português, ele usa uma linguagem clara, direta e muito bem humorada para falar de um universo que, para alguns, ainda soa muito solene. Marchal, claro, não se atem somente aos vinhos de Saint-Émilion, fala da região de Bordeaux como um todo, incluindo, claro, os lendários rótulos do cultuado Médoc. As aulas podem incluir degustações de clássicos da região, como o Château Beauséjour 1998, um Premier Grand Cru Classé B. Os Classés B, aliás, agora têm quatro novos vinhos elevados a esta categoria pela nova classificação: Canon la Gaffelière, La Mondotte, Valandraud e Larcis Ducasse.

Com isso, são no total 14 Premiers Grand Cru Classés B e 4 Classés A. Segundo Marchal, a demanda pelos rótulos elevados pela nova classificação é forte. “No dia da divulgação, 80% das vendas da loja foram dos novos classificados. Quase não tenho mais o Pavie no estoque e o Angélus está indo também pelo mesmo caminho”, conclui o francês.

O português também anda em alta na Bordeauxtèque, adega exclusiva para vinhos da região de Bordeaux dentro da Galeries Lafayette.

Os clientes tupiniquins não param de chegar e só perdem mesmo para os chineses. Entre os sonhos de consumo disponíveis no espaço estão a garrafa imperial gigante de Château Petrus 1990 pela bagatela de € 55 mil ou o maravilhoso sauternes Château d’Yquem 1899 por outros “módicos” € 20 mil.

Fonte: Jornal Valor

Enoabraços e saúde.

Curso de Análise Sensorial será realizado no Shopping Downtown. Grande oportunidade de aprender ou aprimorar seus conhecimentos em vinhos. 

Inscrições e pagamento diretamente através do site www.rafaelpuyau.com.br. 

Entre em contato e garanta sua vaga! 

&nbsp… Leia mais...

Prezados,

este vídeo é destinado aos donos de estabelecimentos gastronômicos, hoteleiros e aos empreendedores que desejam ingressar no mercado de hospitalidade.

Por quê contratar a Chez Puyau?

A resposta está aqui https://youtu.be/uBnZj7jn-yk

Saúde e enoabraços,
Rafael Puyau
Chez Puyau
www.chezpuyau.com.br… Leia mais...


Ocorreu no último dia 2 de julho no Hotel Pestana em Copacabana mais uma ação da Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes voltada, exclusivamente, para os profissionais e entidades do setor de hospitalidade.

Como de costume, o evento foi muito bem organizado e trouxe ao trade brasileiro belos exemplares de uma das mais encantadoras regiões portuguesas.

Tive o prazer de trabalhar no evento… Leia mais...

Na última quinta-feira (14/5), a importadora Cantu brindou o setor de vinhos com seu evento – Cantu Day – no hotel JJ Mariott em Copacabana.

Primeiramente quero agradecer a Erika Rabello pelo convite e pela, consequente, oportunidade em poder conhecer em primeira mão as novidades do portfólio.

O evento teve início às 16h e os brancos e espumantes precisavam de mais tempo para chegar a temperatura correta, porém, isso não foi impeditivo… Leia mais...

Prazedo leitor,

estou muito feliz em retomar com o nosso blog depois de praticamente 2 anos afastado. Durante esse período estive envolvido em projetos nos quais dediquei 100% da minha atenção.

Meu último post foi sobre enogestão, um termo cunhado por uma empresa de Portugal sobre agronegócio. Eles possuem um sistema de gestão de adegas com o mesmo nome, que ajuda o enólogo e o gestor a controlar/administrar toda a produção no… Leia mais...

O bom momento econômico vivido pelo Brasil está fazendo surgir novos consumidores no país, especialmente da classe média.

E este aumento de consumo tem se refletido também no mundo dos vinhos, e desta maneira propiciando o surgimento de inúmeros “negócios” ligados a esta bebida. São importadoras, lojas, supermercados, restaurantes que se deparam com um grande número de ofertas na hora de criar a sua adega-estoque. São inúmeros rótulos oriundos de reconhecidos… Leia mais...

No dia 1º de fevereiro teve início a aproximação efetiva entre vitivinicultores brasileiros e importadores, distribuidores e supermercadistas. O projeto “Conhecendo os Vinhos do Brasil” – idealizado pelas mesmas entidades que selaram o acordo que pôs fim ao pedido de salvaguarda no final de 2012 – reuniu 51 vinícolas e 40 compradores de nove capitais brasileiras e ainda outros de cidades do interior em Bento Gonçalves.

“Para gerar negócios, é… Leia mais...

Em meio à emoção de ver os vinhos do Brasil na passarela do carnaval de São Paulo, o setor vinícola também teve uma frustração.

A ação, que venderia vinhos a preços promocionais (R$ 4,99) em uma inédita embalagem de 250 ml da Tetra Pak, precisou ser cancelada. Motivo: uma lei da cidade paulista determina que “bebidas quentes” não poderiam ser vendidas nessas embalagens. Caso o produto fosse comercializado nas arquibancadas do… Leia mais...

A Casa Ermelinda Freitas quer angariar 180 mil euros para instituições sociais. Para isso vai lançar no mercado 1.500 garrafas de “vinho premium” cujo valor reverte totalmente a favor da Cáritas de Setúbal e a União Social Sol Crescente da Marateca.

Esta iniciativa insere-se no projeto “A Vida de um Vinho”, iniciado há quatro anos, que utiliza a indústria vinícola como um meio para promover a solidariedade, ao mesmo tempo promove… Leia mais...

O quadro vinícola do Chile sempre se caracterizou por uma forte concentração em torno de poucos produtores, em especial Concha y Toro, Santa Rita/Carmen, Viña San Pedro e Santa Carolina. O mesmo, a propósito, acontece com a Austrália, e permite entender o porque dos dois países terem muito mais sucesso internacionalmente do que, por exemplo, um país como a Argentina onde o setor é fragmentado. Não é só o fato… Leia mais...

Deixe um comentário

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.