Natural


Para evitar a lombeira do almoço

A lombeira depois do almoço é caso sério. Por mais que tenhamos uma manhã inspirada e proveitosa no trabalho, depois do rango, torna-se quase impossível retornar ao ritmo anterior à refeição.

Atualizado em 05/06/2015

A lombeira depois do almoço é caso sério. Por mais que tenhamos uma manhã inspirada e proveitosa no trabalho, depois do rango, torna-se quase impossível retornar ao ritmo anterior à refeição. O pandu cheio pesa e todo o sangue que deveria levar oxigênio à cabeça vai ao sistema digestivo. O que isso quer dizer, basicamente, é que o cérebro demora a retomar a atividade e a nossa produtividade cai. E, preocupados com a economia, o Gastromania quer otimizar nossa jornada de trabalho e oferecer dicas para não rendermos à fadiga pós-almoço.

Assim, pedimos que considerem aliar alguns destes 7 alimentos naturais na hora de mangeare:

Brotos vegetais: são fontes de nutrientes que ajudam combater radicais livres. O alto teor de vitaminas facilita a digestão e ajudam a saciar a fome.  Vocês podem comer brotos como saladas ou acompanhar carnes magras grelhadas refogando-os no alho.

Oleaginosas, como nozes: são fontes de vitamina E e contêm minerais como magnésio, ferro, cálcio e potássio.  Esses aumentam a energia quase instantaneamente e são indicadas a serem consumidas a qualquer hora do dia, cruas ou levemente torradas – preferivelmente sem sal.

Cereais integrais, grãos: uma excelente fonte de vitaminas, fibras e proteínas geradoras de energia e disposição. Também ajudam a reduzir o risco de doenças cardiovasculares. Uma dica é trocar o arroz branco e massas por opções integrais.

Tapioca: possui baixo teor de proteínas e gorduras e não contém o vilão atual das mídias: o glúten. Tapioca é uma excelente alternativa aos pães e oferecem energia saciando a fome. Para manter uma ingestão de baixa caloria, aposte em recheios leves como o queijo cottage e legumes.

Lentilha: possui um baixo índice glicêmico, nenhuma gordura e rico em fibras. Dica aqui é trocar o arroz e feijão pelo arroz integral com lentilha para evitar a preguiça depois de seu consumo.

Citrinos, como limão e laranja: rica fonte de vitamina C, de poder antioxidante que diminui a absorção de gordura nas artérias. É interessante aliar a limonada (pouco açúcar, por favor) à refeição para favorecer a digestão dos alimentos e contribuir com uma sensação de leveza após o almoço.

Banana: rica em potássio, fibras e minerais que possui um baixo teor de gordura. Essa fruta é indispensável quando pensamos em adotar uma dieta de energia. Uma dica é consumi-la algumas horas depois da refeição para dar um up.

Sendo assim, esperamos que vocês não abominem tanto o segundo período do trabalho. Além de manter a mente livre para produzir, a sensação de saciedade, e não entupimento, vale a pena todo o esforço de trocar o filé mignon por opções mais leves. Se ainda não acredita, tente por uma semana e veja por si só. Com certeza, o corpo e o chefe agradecem.



Publicidade

Publicidade



Publicidade

Publicidade