Cervejas


Curiosidades sobre a Cerveja

Ela possui antioxidantes que reduzem o entupimento de vasos, o surgimento de tumores e o envelhecimento das células. Com a vantagem de que a amarelinha leva muito menos álcool que outras bebidas.

Atualizado em 01/02/2015

O Brasil ocupa a terceira posição na lista dos maiores produtores de cerveja do mundo. Tem mais de 120 milhões de consumidores. Cinco de agosto é considerado o dia internacional da cerveja. 

Ela frequenta a mesa de reis e plebeus, ricos e pobres, jovens e idosos, famosos e anônimos. A cerveja tem história para contar. E não são histórias de botequim, não. É um enredo que mistura prazer e nutrição - muita nutrição.

Com ingredientes naturais, e seu processo de produção, impede a formação de bactérias patogênicas, nocivas ao organismo. Pode parecer mito, mas a cerveja é a bebida alcoólica mais saudável que existe.

Conta-se que os monges da Idade Média a bebiam nos dias de jejum. Foram eles que lhe deram o apelido de “pão líquido”. Mas, esse foi apenas o primeiro de muitos. Ceva, birra, loira gelada, breja, canjibrina, cervejota, suco de cevada, remedinho gelado - seja qual for o apelido, a cerveja traz benefícios, tomada com moderação, é claro: no máximo o equivalente a duas latas por dia. Vários trabalhos mostram que ela possui as qualidades do vinho.

Sem exageros, a cerveja regulariza várias funções do organismo:

 

  • Melhora a circulação - O álcool etílico em doses baixas aumenta o nível do colesterol bom e dilata os vasos. Isso previne a hipertensão e melhora a irrigação sangüínea tanto do cérebro quanto do músculo cardíaco. 
  • Evita a retenção - O álcool inibe a produção do hormônio antidiurético. E a baixíssima quantidade de sódio -tão baixa quanto a da água- não aumenta a retenção do líquido. Por isso, quando se bebe faz-se muito xixi.
  • Estimula a digestão - A cerveja aumenta o apetite e induz a produção de ácidos gástricos, que facilita a digestão. Já no intestino, suas fibras solúveis reduzem o risco de diverticulite e de câncer do cólon.
  • Força muscular - A bebida é rica em vitaminas do grupo B, especialmente Riboflavina (pigmento amarelo de flavina, extraído da casca de um carvalho, vitamina B2, promove o crescimento, tratamento de lesões), Piridoxina (vitamina B6) e Ácido Fólico (designativo de certo ácido, que é uma vitamina hematopoética -formação de glóbulos vermelhos do sangue), que garantem o bom funcionamento dos músculos.

 

E como já dizia o criador do Manguebeat, Chico Science, "uma cerveja antes do almoço é muito bom pra ficar pensando melhor!"  




Publicidade

Publicidade



Publicidade

Publicidade