Natural


O que é que a banana tem?

O fruto da bananeira não é somente uma potência nutricional, ela prolonga a sensação de saciedade e pode ser uma aliada na dieta

Atualizado em 01/10/2016

A banana se destaca entre as demais frutas por ser rica em fibras, potássio, triptofano, fósforo, cálcio, magnésio e vitaminas A, C, B1, B2 e B6, entre outros nutrientes capazes de trazer energia, auxiliar nos tratamentos de hipertensão e anemia, além de combater a depressão.

Na prática, o estoque de potássio ajuda no controle da pressão arterial, evita câimbras e dores musculares. Já o triptofano não só previne como trata a depressão, pois atua na produção de serotonina, o hormônio do bem-estar.

Banana-maçã, nanica, prata, ouro ou da terra... não importa! Todos os tipos apresentam as mesmas propriedades nutricionais. "Existe apenas uma diferença sutil no aroma, no sabor e na textura deles", explica a médica nutrológa.

Apesar das vantagens da fruta, alguns grupos devem ingeri-la com muita moderação. Entre eles estão os obesos e os diabéticos. "A banana possui elevado índice glicêmico (IG), ou seja, faz o corpo produzir grande quantidade de insulina", alerta o médico Paulo Olzon Monteiro da Silva, professor de Clínica Médica da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e membro da Sociedade Brasileira de Medicina Ortomolecular (Sobramo). Isso deve ser levado em conta porque a insulina é um hormônio que tem o poder de carregar o açúcar para dentro dos músculos na forma de glicogênio. Só que esses depósitos possuem capacidade limitada, o que faz com que todo o excesso de glicose no sangue seja convertido em ácidos graxos e triglicérides, que serão armazenados na forma de gordura. Quem sofre de insuficiência renal também precisa evitar o alimento, devido à grande quantidade de potássio existente nele e que, em excesso, é muito perigoso a esses pacientes.



Publicidade

Publicidade



Publicidade

Publicidade