Caponata, sabor da Sicília…

Olá, td bem?

No último post comentei sobre um evento que fiz para uma empresa, ocasião em que os participantes criavam suas pizzas.

Ao meu ver a gastronomia é a mais completa das artes, pois é possível explorar todos os sentidos (visão, olfato, tato, paladar e audição) com tantas possibilidades de aromas, texturas, cores e sabores.

E no evento que comentei não foi diferente. Muitas criações surgiram, desde as clássicas as mais ousadas. O importante era deixar aflorar o lado gourmet dos participantes.

Eu sou adapto ao “menos é mais” e procuro me basear nos clássicos. Às vezes me arrisco e dou uma cara nova a preparação. Mas, sempre como referência as combinações que não tem erro: tomate e manjericão; parma e rúcula; brie e geléia de damasco são alguns exemplos.

No último evento que fiz coloquei a prova um novo sabor de pizza, a de Caponata. Na verdade, de novo não tem nada já que é um clássico da cozinha siciliana. Mas, em relação ao meu cardápio sim, essa pizza até então não fazia parte dele.

Como disse a caponata é um dos antepastos sicilianos mais conhecidos no mundo. É uma preparação a base de berinjelas, tomates, vinagre, alcaparras e outros legumes.

Segundo o historiador de culinária mediterrânea Clifford A. Wright, a caponata nasceu na Catalunha e a origem do nome vem de capo, nome dado aos chefões mafiosos. Isso reforça ainda mais a tese do senso comum com a máfia e sua popularidade na Sicília.

Já para Pino Correnti, autoridade em culinária siciliana, a origem do nome vem da palavra em catalão caponada, cujo significado é “algo relacionado às videiras”. A receita de um prato muito parecido com a iguaria siciliana foi relatada pela primeira vez no ano de 1709.

Outros historiadores associam a caponata ao gazpacho, um prato que era servido a bordo dos navios espanhóis. Um deles, Juan de La Mata afirma em seu livro “Arte de Reposteria“, publicado em 1747, que o gazpacho mais conhecido era chamado de capón de galera. Consistia em pão ensopado num molho feito com água, anchovas, alho, vinagre, açúcar, sal e azeite de oliva.

Seja qual for sua origem é certo dizer que a caponata é uma delícia e combina perfeitamente como recheio para uma pizza gourmet.

Como pizzaiolo dedico o tempo de preparo para a massa da pizza e acabo recorrendo as delis, onde encontro essas opções de recheio prontas. Não por preguiça, mas por praticidade.

No caso da caponata não foi diferente. Comprei na deli Serra e Campo, que fica no hortomercado de Petrópolis, em Itaipava. Lá sou sempre bem atendido e há uma variedade enorme de produtos artesanais deliciosos, como a caponata preparada pela mãe do Caio.

Para preparar a pizza de Caponata você vai precisar de:

– 01 disco de pizza (em torno de 30cm)

– 45 ml de molho de tomate

– 200 gr mozarela de búfala (cortada em rodelas)

– caponata (a gosto)

Modo de preparo:

Espalhe o molho de tomate sobre o disco de pizza. Distribua a mozarela de búfala sobre o molho e, em seguida, a caponata. Leve ao forno. Ao retirar, corte as fatias e sirva.

Eu sou suspeito porque adoro caponata. Experimente também nas piadinas que fizer.

Abs e até o próximo post!

Olá tudo, bem?

Sentiu minha falta? Ando ocupado, bastante trabalho graças a Deus!

Só agora percebi quanto tempo passou desde a última vez que postei algo aqui no blog. Mas, para nooooossa alegria estou de volta.

Retorno com uma novidade. Estou cada vez mais envolvido com a panificação artesanal. Calma, continuo fiel as pizzas… Leia Mais >> | 1 Comment

Olá, tudo bem?

Como esse ano está correndo, não é mesmo? Já vamos para o mês de Maio e só agora vou postar algo aqui no blog…

Na verdade, não é o ano que está correndo, mas eu que estou com muito trabalho. Eventos, consultoria, aulas, mais eventos… E, por falar neles, recentemente inclui alguns novos sabores de pizzas em meu cardápio. Uns funcionaram bem, outros nem tanto… Leia Mais >>

Olá, tudo bem?

Estamos chegando ao final de mais um Petrópolis Gourmet e como nos anos anteriores as oficinas gastronômicas foram concorridas. A novidade foi o espaço Senac Gourmet Show.

Nele aconteceram oficinas com Chefs que dão aulas na instituição Senac Rio, como a de Piadina, que apresentei junto ao… Leia Mais >>

Deixe um Comentário

0 Comentários.

Deixe um Comentário

WP-SpamFree by Pole Position Marketing