Marinara, a pizza “rosso”…

Olá, td bem?

Recentemente fiz um evento para uma empresa e esse evento teve uma dinâmica interessante: cada convidado preparava sua própria pizza. E eu… as assava.

A proposta com esse formato de evento foi criar um ambiente de integração entre os executivos da empresa. E foi isso mesmo que aconteceu.

Foram montadas algumas mesas e em cada uma delas havia um avental com a logomarca da empresa. De posse do avental, um integrante do grupo se dirigia a bancada, onde estavam os ingredientes, e preparava a pizza para os demais.

No início, ainda pouco receosos, os sabores eram os básicos. Mas, com o passar das horas e com a animação contagiando a todos foram surgindo preparações interessantes. Algumas chegaram a ganhar o nome de quem as criou, como foi o caso da pizza Al Tolentino.  : )

Dentre elas surgiu uma versão da Marinara, a clássica pizza que não tem mozzarela. Apenas molho de tomate, alho e um fio de azeite. E é essa delícia que iremos apresentar nesse post.

Muito antes de chegar aos padrões da pizza como conhecemos hoje houve algumas versões anteriores: as chamadas pizzas “biancas” (sem molho) e as “rosses” (sem queijo).

Dentre as “rosses”, que eram preparadas apenas com molho de tomate e poucos ingredientes, podemos destacar a pizza Marinara.

Muitas pessoas pensam que essa pizza ganhou tal nome por ser preparada com frutos do mar. Estão equivocadas. Na verdade, em sua preparação há apenas molho de tomate, alho e um fio de azeite.

Diz a lenda que essa pizza passou a ser chamada de Marinara por ser a preferida entre os marinheiros do porto de Nápoles. Isso faz tempo, lá no início do século XIX.

Mas, retornando aos dias de hoje…

Como disse, durante o evento alguém preparou a sua versão para a pizza Marinara. E, agora, é a sua vez de fazê-la. Para isso você vai precisar de:

– 01 disco de pizza (em torno de 30 cm)

– 150 ml de molho de tomate pelati (de preferência o San Marzano)

– alho em lâminas (a gosto)

– azeite (a gosto)

Modo de preparo:

Espalhe o molho de tomate sobre o disco de pizza. Salpique as lâminas de alho (a gosto). Leve ao forno. Ao retirar regue com um fio de azeite (ou a gosto). Corte as fatias e sirva!

Uma sugestão: corte a pizza “à francesa”, ou seja, em pequenos pedaços e os coloque numa cesta para pães. Sirva com entrada aos seus convidados.

Abs e até o próximo post!

Olá tudo, bem?

Sentiu minha falta? Ando ocupado, bastante trabalho graças a Deus!

Só agora percebi quanto tempo passou desde a última vez que postei algo aqui no blog. Mas, para nooooossa alegria estou de volta.

Retorno com uma novidade. Estou cada vez mais envolvido com a panificação artesanal. Calma, continuo fiel as pizzas… Leia Mais >> | 1 Comment

Olá, tudo bem?

Como esse ano está correndo, não é mesmo? Já vamos para o mês de Maio e só agora vou postar algo aqui no blog…

Na verdade, não é o ano que está correndo, mas eu que estou com muito trabalho. Eventos, consultoria, aulas, mais eventos… E, por falar neles, recentemente inclui alguns novos sabores de pizzas em meu cardápio. Uns funcionaram bem, outros nem tanto… Leia Mais >>

Olá, tudo bem?

Estamos chegando ao final de mais um Petrópolis Gourmet e como nos anos anteriores as oficinas gastronômicas foram concorridas. A novidade foi o espaço Senac Gourmet Show.

Nele aconteceram oficinas com Chefs que dão aulas na instituição Senac Rio, como a de Piadina, que apresentei junto ao… Leia Mais >>

Deixe um Comentário

0 Comentários.

Deixe um Comentário

WP-SpamFree by Pole Position Marketing